Dificuldades Comuns na Costura

A quebra da linha da agulha pode originar-se de um grande número de causas. Como primeiro passo, deve-se verificar se a linha passa livremente desde o cone, ou carretel, corrigindo-se quaisquer condições que possam fazer com que a mesma se detenha, tais como, superfícies ásperas sobre as quais ela tenha de passar, nós e voltas duplas ao redor dos guias.


Também se deve verificar se a máquina está corretamente enfiada, revisando-se todos os guias da linha, os dispositivos de tensão e o estica-fio.

Finalmente, o enfiamento da agulha deve ser verificado para se certificar de que a mesma esteja colocada corretamente na barra da agulha, não esteja empenada, que seu furo e suas ranhuras não tenham entalhes ou bordas cortantes e que a ponta da agulha esteja perfeita.

Para isso, abaixa-se o calcador sobre a chapa da agulha e puxa-se a linha da agulha através do seu furo. Se a linha passar suavemente, sem quebrar, presume-se que a causa da quebra da linha esteja em outra parte qualquer.

Depois de se assegurar de que as condições acima estejam em devida ordem, a chapa da agulha deverá ser examinada para se certificar que a mesma não tem bordas cortantes no orifício por onde entra a agulha, especialmente do lado inferior. A lançadeira (looper) e a caixa da bobina devem ser examinadas para ser verificado se há pontas aguçadas ou rebarbas que possam ter sido causadas por quebras anteriores de agulha, ou se por ajuste incorreto a agulha tenha sido colocada muito perto da lançadeira (looper), ou ainda, por qualquer descuido da operadora ao manejar o trabalho.

Uma lançadeira (looper) muito usada deve ser examinada cuidadosamente no que diz respeito a possíveis bordas ásperas ou afiadas em volta do rebaixo condutor da linha.